tíulo: Diário do Vampiro - O Despertar
Autor: L. J Smith


Páginas: 240


Editora:  Galera Record


Ano: 2009


Comprar: Submarino  -  Saraiva
Elena sempre foi a “garota perfeita”: popular, bonita, e cheia de amigos. Mas agora ela precisa aprender a esconder sua tristeza do mundo. Quando o novo ano escolar começa, Elena e suas colegas ficam fascinadas por um misterioso e charmoso novo colega, Stefan Salvatore.
 Stefan conhece Elena e se apaixona por ela instantaneamente, mas jura nunca se aproximar dela por causa de seu segredo sombrio (ele é um vampiro). No entanto, Elena jura conquistar Stefan, ou morrer.
Stefan e Elena imediatamente se aproximam, sem que a garota saiba que Stefan é um vampiro com mais de cem anos de idade, lutando por uma vida pacífica entre os humanos, enquanto seu irmão, Damon, é a personificação da violência e brutalidade dos vampiros.Agora esses dois irmãos vampiros estão em guerra pela alma de Elena e pelas almas de seus amigos, família, e todos os habitantes da pequena cidade de Mystical Falls.


Bom para quem já viu a série '' The vampires diaries '' vai perceber que não é igual, como por exemplo ler um livro e ver o filme deste mesmo, que todos sabemos que é modificado para poder adaptar melhor a história ao modo como está sendo contada. Achei bem interessante mas fiquei triste por ver onde ele acaba dando gostinho de quero mais, a pesar de eu estar louca para ler o restante... Ótimo livro recomodadíssimo  !
Chamou a atenção(frases, trechos):

Estava cansada daquele jogo, cansada de tramas e conspirações, de tentar ler a mente de Stefan Salvatore. p.110

...linda, mortal e inteiramente impiedosa. p.105

...o que ele mais queria no mundo era dar a volta e ir embora. Voltar para o baile onde tinha deixado Caroline, uma criatura macia e bronzeada de sol que era absolutamente segura porque não significava absolutamente nada para ele. p.102

 Aqueles olhos verdes escureceram, ficaram negros de desejo. p. 88

 É o momento mais intenso que já tivera com um menino, mas não estava acontecendo nada, absolutamente nada. Ele só a olhava, como que hipnotizado, e ela retribuía o  olhar enquanto a energia tremeluzia entre eles faiscando. p.89

Ele teve a sensação subta de que ele podia puxa lá  repentinamente e beija lá com força sem dizer uma só palavra. p.89

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela participação ! =)